Quem pensa que tomate é tudo igual não pode estar mais enganado! São diversas cultivares, cada uma com sua particularidade no sabor, na consistência, no tamanho e no formato. E coisa boa experimentar sabores novos!

Nossas variedades de tomates híbridos se diferenciam pelo seu sabor, que é um resultado entre a genética (nossos cultivares) e as condições onde os frutos foram produzidos. O sabor é geralmente relacionado à concentração relativa de ácidos no fruto, principalmente frutose e ácido cítrico. A melhor combinação, ou seja, a mais saborosa, ocorre com altos níveis de ácidos e açúcares.

Uma faixa normal de pH no tomate é 4,0-4,5 e quanto maior o pH, mais amargo será o fruto. O sabor é normalmente medido por escalas de sabor que pontuam o tomate de acordo com certas características como cheiro, aroma, firmeza, suco, suavidade, textura da pele, ácidos e açúcares.Alguns países têm estabelecido indicadores de qualidade para o sabor dos frutos. Por exemplo, na França o sabor é avaliado por meio de exames no equilíbrio entre açúcares e ácidos totais. Os franceses preferem uma relação açúcar:ácido de 10 e um conteúdo de ácido de 5g na forma de ácido cítrico hidratado/l. Os compostos voláteis também contribuem para o sabor, e mais de 130 desses compostos têm sido identificados. Existe uma relação direta entre a cor e o sabor por causa de alguns compostos voláteis que são derivados da oxidação de carotenóides.

abc-tomate1

Tomate Tigre: ganhou o nome por conta do aspecto tigrado da casca de seus frutos. A polpa é de coloração vermelho intenso, chegando ao marrom. Possui acidez equilibrada e é perfeito para compor pratos sofisticados. Também é ótimo para geleia de tomate, pela cor escura, fica linda e extremante saborosa.   Tomate Verônica: frutos achatados com nervuras uniformes que resgatam o sabor e aroma originais do tomate. A coloração varia de verde-escuro brilhante com ombros marcados a vermelho atraente quando maduro. Super suculentos e estaladiços, são ideais para o consumo in natura em saladas.   Tomate Sêneca: saboroso e perfumado, os frutos são pesados e possuem o formato de pêra, com estrias. Sua polpa carnuda e adocicada é perfeita para canapés e gaspachos.

Tanto o Sêneca quanto o Verônica, em relação a consumo, tem dois pontos possíveis. Se usado no início da maturação (quando está vermelho claro) tem a firmeza ideal para saladas e consumo fresco. Quando o objetivo são os molhos e sopas, o ponto ideal é a maturação plena (quando os frutos ficam com vermelho intenso).

E essas são apenas algumas das variedades! Para conhecer mais, entre em nosso site: www.isla.com.br

Fonte: http://www.yarabrasil.com.br/nutricao-plantas/culturas/tomate/qualidade/managing-tomato-taste/